Por causa da pandemia, está havendo mais demora nas entregas. Agradecemos pela compreensão de todos.

 

 

Colocar um ponto no circuito comum, editar outras narrativas.
Começar um novo parágrafo, abrir-se para as margens, espraiar-se para outros litorais.
Convulsionar zonas de conforto, imaginar outros jeitos de cultivar os livros.
Servir-se dos textos, traduzir ficções notáveis, semear literaturas relevantes.

 

Ponto Edita é uma editora independente dedicada à publicação de literaturas relevantes ontem e agora, agora.​​

A proposta é publicar prosa clássica e contemporânea — novelas, contos, diários, crônicas e ensaios que desafiam perspectivas, reinventam linguagens e ampliam o horizonte da literatura... obras que são, sobretudo, pertinentes, ao mundo contemporâneo.​ ​​

Vivemos o tempo de cada obra e, por isso, publicamos uma seleção limitada de livros por ano, sempre com projetos especiais, traduções feitas diretamente do idioma original assinadas por especialistas e edições únicas com intervenções exclusivas de artistas de diversas áreas. 

Literatura, artes visuais, música, poesia, performance e tradução: a Ponto Edita coloca em circulação essas artes, torce as noções de dentro e de fora, sai do circuito que se fecha no livro, abre espaço para outras vozes falarem e ocasiona o encontro do leitor com histórias admiráveis de formas inesperadas — livros extraordinários e vozes múltiplas, do papel ao vídeo, da performance à música, do teatro às artes plásticas.

As artes são o motor da Ponto Edita e os editores, artistas, tradutores e designers são as obras que realizam. É por isso que somos uma editora que se orgulha de arriscar, de dar um passo para fora do já estabelecido, sair do comum, publicar talentos fora do comum. Talentos proeminentes que agora você poderá escutar.

Olhe de novo. Leia de novo. Pense de novo. Pense independente.